samsung_vs_apple

Mais Uma Acusação Da Apple À Samsung Pela Violação De Patentes

A Apple é muito conhecido pela qualidade e, muito, pelo preço dos seus produtos, mas, no entanto, e negativamente, também é conhecida pelas guerras que cria com várias empresas relativamente ao registo de patentes, alegando que a tecnologia usada, está por eles registada e que ninguém a deve usar sem antes pedir a autorização prévia [...]

A Apple é muito conhecido pela qualidade e, muito, pelo preço dos seus produtos, mas, no entanto, e negativamente, também é conhecida pelas guerras que cria com várias empresas relativamente ao registo de patentes, alegando que a tecnologia usada, está por eles registada e que ninguém a deve usar sem antes pedir a autorização prévia por parte da gigante de Cupertino. Mas, Apple e Samsung ilustram na realidade o jogo do gato e do rato tanto no mercado como em tribunal.

samsung_vs_apple_patent

O episódio mais recente desta rivalidade acentuada, teve origem na Apple, a qual alegou que o smartphone Samsung Galasy S IV viola cinco patentes da Apple, o que se pode verificar no documento enviado para a justiça dos Estados Unidos da América. Portanto, mais um caso para o tribunal resolver entre estas duas empresas, pois, já existe um outro caso aberto ao qual a Apple pretende que seja adicionado o novo (caso este que está aberto desde Fevereiro de 2012).

“A Apple obteve o Galaxy S4 em 27 de Abril e imediatamente começou a sua análise de violações, incluindo customizações feitas pela Samsung na plataforma Android Jelly Bean, cobrindo as oito patentes declaradas”, pode ler-se no documento criado pela Apple, sublinhando que testou o smartphone Samsung Galaxy S IV, vendido nos EUA, pelas operadoras AT&T, T-Mobile, e Sprint. “Essa análise revelou que o Samsung Galaxy S IV viola cinco das patentes citadas pela Apple da mesma maneira que outros produtos acusados da Samsung já o fizeram”.

No documento pode-se verificar que o Samsung Galaxy S IV viola duas patentes relacionadas com a interface de utilizador, outras duas relacionadas com buscas no Siri e outra relacionada com sincronização de dados.

A análise de violação baseia-se em funcionalidades do Google implementadas nos seus dispositivos e também as duas patentes relacionadas com o Siri são violadas pela disponibilização da aplicação de busca Google Now no Samsung Galaxy S IV, segundo pode ler-se no documento.

A rivalidade entre as empresas é cada vez maior e a preocupação das mesmas é apontar o dedo sucessivamente por alegadas utilizações de ferramentas que estão patenteadas por uma delas e não lhes foi pedida autorização para a sua utilização. Na minha opinião uma empresa só se superioriza a outra quando os seus meios de trabalho são equiparáveis e trabalham de igual para igual, ou seja, quando a tecnologia a utilizar é usada de livre vontade pelas duas, porque nesse caso quem for melhor realmente fará a diferença.

Esperemos para ver qual o resultado, que irá demorar anos para se saber (a julgar pelo caso aberto desde Fevereiro de 2012).