fujitsu-touchscreen-interface

Fujitsu Cria Touchscreen Avançado

Actualmente não é novidade nehuma os ecrãs tactéis utilizados em todos os gadgets existentes, aliás, actualmente, estranho é, se nenhum desses gadgets tiver a capacidade para suportar um ecrã táctil. Mas toda a experiência que cada um tem com ecrãs tácteis pode modificar, e muito, caso a Fujitsu consiga ter sucesso no projecto que tem [...]

Actualmente não é novidade nehuma os ecrãs tactéis utilizados em todos os gadgets existentes, aliás, actualmente, estranho é, se nenhum desses gadgets tiver a capacidade para suportar um ecrã táctil. Mas toda a experiência que cada um tem com ecrãs tácteis pode modificar, e muito, caso a Fujitsu consiga ter sucesso no projecto que tem em desenvolvimento.

O projecto que a Samsung tem em mãos é nada mais nada menos que tornar, uma superfície qualquer, num touchscreen. Sim isso mesmo, a tecnologia que a Fujitsu está a desenvolver proporciona que o papel, tal como outras superfícies, possam ter outro tipo de interacção com o utilizador, ou seja, “sensíveis ao toque”. A ideia da Fujitsu centra-se num simples sistema que implica uma webcam e um projector, bastando apenas ao utilizador aproximar o objecto pretendido. Depois só terá de seleccionar a área respectiva com o dedo como se de um cursor do rato se tratasse. A área seleccionada é transformada num objecto que pode ser movido e rodado.

Se o hardware utilizado de nada extraordinário tem, o mesmo não se pode dizer do software que processa e transforma a área escolhida. Segundo, o próprio Taichi Murase – investigador da Fujitsu – o sistema está de tal forma desenvolvido que é capaz de captar o movimento do dedo até 300mm por segundo.

O sistema também foi desenvolvido para poder ser utilizado com superfícies curvas e não há problema com as diferentes tonalidades existentes na área escolhida. Objectos a três dimensões também não serão problema para este touchscreen.

No momento, este novo touchscreen ainda se encontra em fase de testes mas a Fujitsu acredita e está a fazer os possíveis para poder conseguir lançar uma versão comercial em 2014.