Logo Advanced Micro Devices AMD

AMD Cansada Do Windows Vira-se Também Para Android E ChromeOS

Era um mal necessário. A Amd que à muito que vem sendo rumorada como uma empresa ‘em crise’ devido à falta de fundos e sucesso no mercado para fazer frente à linha de processadores da Intel admitiu em entrevista à PCWorld estar a investigar a possibilidade de entrar com a sua linha de produtos nos [...]

Era um mal necessário. A Amd que à muito que vem sendo rumorada como uma empresa ‘em crise’ devido à falta de fundos e sucesso no mercado para fazer frente à linha de processadores da Intel admitiu em entrevista à PCWorld estar a investigar a possibilidade de entrar com a sua linha de produtos nos Sistemas Operativos da Google – Android e ChromeOS.

amd_lisasuApós anos a trabalhar exclusivamente para a plataforma da Microsoft, a AMD vê nesta geração altamente virada para os dispositivos móveis uma oportunidade de excelência para aumentar o seu mercado e oferta – qual a melhor maneira de o fazer senão o investimento nos dispositivos Android? Outra vantagem que a AMD vê é o facto dos Sistemas Operativos da Google oferecerem grande flexibilidade para novos processadores, segundo os mesmos, e citando Lisa Su, gerente da unidade de negócios da AMD:

Nós estamos muito envolvidos com o Windows 8, e é de facto um grande Sistema Operativo, mas não podemos estar indiferentes à evolução do Android e do ChromeOS no mercado.

Não foram adiantadas datas, apenas que a AMD já está a trabalhar com programadores Android para a integração do seu processador em futuros Tablets.

Já existem atualmente alguns projetos ou simuladores para executar Android em processadores AMD, contudo devido a grande parte do código Android ser escrito para ARM – contra os x86 da AMD – ainda não é 100% compatível. Em contra partida está também a falta de aderência aos dispositivos mobile com Windows,  alguns destes já incluíram processadores AMD mas tiveram vendas demasiado abaixo do esperado.

Para garantir sucesso a AMD trabalha em processadores de baixo consumo – um dos grandes problemas dos processadores para Desktop – e durabilidade estando um protótipo destes reservado para o final do ano.

Quem fica mais “triste” com esta noticia será a própria Microsoft que começa a ver quebrado o seu contrato de “exclusividade gratuita”. A Microsoft que é uma das grandes cliente da AMD, além dos processadores construídos para as plataformas Desktop, a AMD ainda irá fabricar o APU da nova XBOXOne.