pirat

ACAPOR Continua A Fazer Das Suas

Para quem não conhece a ACAPOR (Associação de Comercio Audiovisual De Obras Culturais E Entretenimento De Portugal) é uma associação que se tem dedicado a proteger os direitos de autor, tem vindo continuamente, ao longos dos últimos anos a promover as típicas guerras de produtores e editoras VS consumidores. A instituição tem vindo aos poucos [...]

acapor_LogsitePara quem não conhece a ACAPOR (Associação de Comercio Audiovisual De Obras Culturais E Entretenimento De Portugal) é uma associação que se tem dedicado a proteger os direitos de autor, tem vindo continuamente, ao longos dos últimos anos a promover as típicas guerras de produtores e editoras VS consumidores.

A instituição tem vindo aos poucos a criar um currículo de WebSites fechados com sucesso, e um outro com WebSites quase que fechados. Portugal, apesar de país pequeno, tem vindo a ser alvo de diversas queixas em Tribunal por esta associação.

O mais recente caso foi o ne-miguelito, cujo autor recebeu uma carta da ACAPOR a ameaçar uma multa de 80 000 € caso este não fechasse o WebSite. Hoje ao inicio do dia o autor acabou por colocar uma mensagem no Web Site onde agradece aos antigos membros o apoio do site, aproveitando-se para se despedir do site que operava desde 2007. O Autor diz ainda que o WebSite não infringia qualquer regra de direitos de autor, e não tinha fins lucrativos.

Relativamente a este caso a ACAPOR já confirmou que preza o bom senso do Autor, como tal não irá avançar com a queixa que poderia provocar uma multa superior a 80 000€.

piratJá recentemente a associação tinha tentado fechar Sites como o WarezTuga e oxe7, no entanto o downtime não ultrapassou alguns dias.

O seu ponto maior no currículo é o BTuga, um dos maiores sites privados para partilha de ficheiros, fechado à já alguns anos que envolveu grande mediatismo nacional, num caso que ainda se arrasta em tribunal – entretanto o site foi substituído pelo BTnext, antigos membros do BTuga, que aparentemente tem-se mantido seguro.

A ACAPOR prometeu não parar na sua luta de “fechar a Internet” aos utilizadores – avisou até que durante a próxima semana haverá um novo caso – , no entanto tal não será possível dado o nível de globalização que a Internet permite, tratando-se tudo de uma questão de dinheiro “mais fácil” para a associação que se tem imposto contra este tipo de serviço devidamente patenteados e legais – serviços como Netflix nos Estados Unidos.

*No dia seguinte a vitima foi o PDCLinks, descrito pela ACAPOR como o maior site de pirataria português.